Brasil tem bronze de apenas 1,33 m de altura na ginástica artística

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

A pequenina Flávia Saraiva começou com tudo sua jornada em Jogos Pan-Americanos, brilhando nesta segunda-feira para conquistar uma medalha de bronze no individual geral

A pequenina Flavia Saraiva ao lado da medalhista de ouro Ellie Black e da medalhista de prata Madison Desch, no individual geral
Ezra Shaw/Getty Images
A pequenina Flavia Saraiva ao lado da medalhista de ouro Ellie Black e da medalhista de prata Madison Desch, no individual geral


Atleta mais baixa da delegação brasileira nos Jogos Pan-Americanos, com 1,33 m de altura e 33 kg de peso, a carioca Flávia Saraiva conquistou nesta segunda-feira a medalha de bronze na disputa individual geral da ginástica artística em Toronto. 

Na combinação de resultados em quatro aparelhos, a ginasta de apenas 15 anos, caçula da equipe nacional, obteve 57.050 pontos. O ouro ficou com Ellie Black, com 58.150, seguida por Madison Desch, dos Estados Unidos, com 57.450. 

Leia também: Renovada, equipe feminina brasileira também levou bronze 

Flávia Saraiva vai para o salto, com desempenho sólido em todos os aparelhos
Gregory Bull/AP
Flávia Saraiva vai para o salto, com desempenho sólido em todos os aparelhos

Essa foi a primeira participação de Flavia em um Pan. Mas não é o primeiro grande resultado de sua carreira. No ano passado, ela já havia usado os Jogos Olímpicos da Juventude, em Nanquim, na China, para ganhar experiência internacional. Na ocasião, ganhou o ouro no individiual geral. Em aparelhos, ela demonstra sua versatilidade. Na etapa da Copa do Mundo em São Paulo, ela foi campeã no solo e vice-campeã na trave. 

Tudo isso só comprova a rápida evolução da atleta na modalidade, já formando uma geração de ginastas diretamente influenciadas pelas notas expressivas recebidas por nomes como Daiane dos Santos e Daniele Hypólito na década passada. Daniele que, diga-se, tem o dobro de sua idade, mas segue competindo em alto nível e acompanhou a compatriota na final geral, terminando em quinto lugar (55.250). 

Leia ainda: Final individual geral masculina teve vaias para americano

Essa é a segunda medalha de bronze para a coleção de Flavia, que já havia ganhado uma dessas na disputa por equipes. A despeito de sua regularidade, a carioca se disse surpresa pelo pódio no individual. “Fiquei muito feliz, não esperava esta medalha. Imaginava que ficaria com o quarto, ou entre as quatro. Nem sei o que falar. Não que esteja me diminuindo", disse. Nada disso, Flavia. De diminuta, só mesmo a estatura.

Flávia Saraiva, revelação brasileira da ginástica. Foto: Gregory Bull/APA pequenina Flavia Saraiva ao lado da medalhista de ouro Ellie Black e da medalhista de prata Madison Desch, no individual geral . Foto: Ezra Shaw/Getty ImagesFlavia Saraiva, a caçula da ginástica artística em Toronto, ganha o bronze no individual geral . Foto: Washington Alves/Exemplus/COBFlávia Saraiva, revelação da ginástica artística brasileira. Foto: Washington Alves/Exemplus/COBFlávia Saraiva brilha na final individual geral em Toronto e fica em terceiro. Foto: Washington Alves/Exemplus/COB


compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas