De volta após ser mãe e novata nos 5.000m, Juliana leva 1º ouro do atletismo

Por Thiago Rocha (Enviado iG a Toronto) | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Especialista em provas mais curtas, mulher do maratonista Marilson Gomes conseguiu arrancada na última volta para vencer no Pan de Toronto

Juliana dos Santos arrancou nos metros finais para terminar em primeiro
Al Bello/Getty Images
Juliana dos Santos arrancou nos metros finais para terminar em primeiro

O primeiro ouro do atletismo de pista nos Jogos Pan-Americanos de Toronto é brasileiro e saiu de onde não se esperava. Juliana Santos é especialista dos 800m e 1,500m, mas brilhou na segunda vez em que competiu oficialmente numa prova mais longa: os 5.000m. Após figurar no bloco intermediário, ela conseguiu uma arrancada espetacular e venceu com o tempo de 15min49s97, melhor marca de sua carreira, nesta terça-feira, na Universidade de York.

Foi a prova da vida de Juliana, como a própria definiu. Além do pouco tempo de dedicação integral à distância, o ouro no Pan coroa seu esforço para voltar a correr em alto nível após um ano e meio parada, em que se dedicou ao filho Miguel, de 4 anos, fruto de seu casamento com o maratonista Marilson Gomes do Santos, que ficou fora do evento em Toronto por lesão.

"Ser mãe e voltar neste nível não é fácil. A gente tem matado vários leões por dia. Sou atleta, mulher de atleta e mãe, fazendo todos os os treinos e competições mas sem deixar de lado as coisas do filho. É uma prova que comecei a treinar há três meses e consegui o índice para o Pan. Ainda não sei correr os 5 mil", disse Juliana, de 32 anos, que na próxima sexta-feira competirá em outra prova na qual é novata: os 3 mil metros com obstáculos.

Confira: Quadro geral de mdalhas dos Jogos Pan-Americanos

"Para mim não foi surpresa. Faz tempo que a gente quer trazer a Juliana para distâncias maiores. Ela é rápida e tem recursos para decidir as provas no fim. Ela tem perfil para este tipo de distância, era só acreditar", disse Adauto Domingues, técnico da atleta.

Tatiele Carvalho, ela sim uma especialista na distância, acabou o Pan de Toronto em décimo lugar e deixou a pista chorando. A medalha de prata ficou com a Brenda Flores, com a americana Kellyn Talyor faturando o bronze.

Bronze no dardo

A segunda medalha desta terça-feira no atletismo foi de Lucilene de Lima, bronze no lançamento de dardo. Com a marca de 60,42m alcançada na quarta tentativa, a brasileira flertou com o ouro, mas acabou ultrapassada na última rodada de lançamentos. A canadense Elizabeth Gleadle conseguiu 62,83m e ficou com o ouro, enquanto a norte-americana Kara Winger conquistou a prata com a marca de 61,44m.

Prova de 5.000m feminino abriu as competições de pista do atletismo no Pan de Toronto. Foto: Al Bello/Getty ImagesHomens na disputa dos 20km da marcha atlética. Foto: Jonne Roriz/Exemplus/COBAtletas da marcha atlética dão a largada para a prova de 20km. Foto: Felipe Dana/APAdriana da Silva conquistou a prata na maratona feminina. Foto: AP Photo/Felipe DanaMulheres na disputa da maratona, que abriu as competições de atletismo no Pan de Toronto. Foto: Renato Retamal/AP


Leia tudo sobre: Toronto 2015Jogos Pan-AmericanosAtletismo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas