Recordista em Mundiais, Thiago Pereira fica com a prata nos 200m medley

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Nadador conquistou seu terceiro pódio em seis edições no Mundial de Esportes Aquáticos. A pernambucana Etiene Medeiros também conseguiu uma prata, nos 50m costas

O nadador Thiago Pereira participa do Mundial de Esportes Aquáticos de Kazan
Satiro Sodre/SSPress
O nadador Thiago Pereira participa do Mundial de Esportes Aquáticos de Kazan

Após um início bem abaixo do esperado nos três primeiros dias - conquistou apenas uma medalha - da natação do Mundial de Esportes Aquáticos de Kazan, na Rússia, o Brasil já melhorou sua participação nesta quinta-feira, graças a Thiago Pereira e Etiene Medeiros.

O recordista em participações em Mundiais, com seis presenças - mesmo número de Flávia Delaroli - ficou com a medalha de prata na final dos 200m medley, ao terminar a prova com o tempo de 1min56s65, atrás apenas do americano Ryan Lochte, que levou o ouro com o tempo de 1min55s81. O chinês Shun Wang ficou na terceira colocação (1min56s81).

Thiago Pereira vibra no pódio ao lado de Ryan Lochte e Shun Wang
Satiro Sodre/SSPress
Thiago Pereira vibra no pódio ao lado de Ryan Lochte e Shun Wang

Após a conquista, Thiago Pereira já projetou mais trabalho até a Olimpíada do Rio 2016. "Foi bom. Honestamente, depois do meu tempo ontem, achei que poderia nadar abaixo. Mas estou feliz. Foi muito importante esta medalha, mas ainda tem muito trabalho até os Jogos. Amanhã vamos tentar colocar o revezamento [4x200m livre] no alto do pódio e na semana que vem ainda tem um [Troféu José] Finkel", afirmou o nadador.

Veja também: André Brasil supera trauma para reforçar luta por hegemonia no Parapan

Henrique Rodrigues, outro brasileiro na prova, terminou apenas na sétima colocação, com o tempo de 1min58s52. Ele havia levado o ouro no Pan, inclusive, à frente de Thiago Pereira, que ficou em segundo naquele torneio.

A brasileira Etiene Medeiros parabeniza a chinesa Fu Yuanhui, medalha de ouro
AP Photo/Sergei Grits
A brasileira Etiene Medeiros parabeniza a chinesa Fu Yuanhui, medalha de ouro

Já nos 50m costas feminino, a pernambucana Etiene Medeiros, medalha de ouro no Pan de Toronto, ficou com a segunda colocação ao nadar a prova em 27s26. As chinesas Fu Yuanhui e Liu Xang terminaram com o ouro e o bronze, respectivamente, com os tempos de 27s11 e 27s58. Vale lembrar que a prova não faz parte da Olimpíada.

Com o resultado, Etiene fez história e se tornou a primeira brasileira a subir ao pódio em um Mundial de piscina longa (50m). Antes ela já havia sido a primeira medalha de ouro em Mundiais de piscina curta (25m) e a primeira medalha de ouro feminina em Jogos Pan-Americanos (medalha conquistada em Toronto).

Leia ainda: Pan emite alerta em alguns esportes, mas também gera otimismo para o Rio 2016

A única medalha brasileira até então no Mundial de Kazan era a prata conquistada por Nicholas Santos, nos 50m borboleta, que também não é uma prova olímpica.

Na final dos 100m livre, disputada nesta quinta-feira, o brasileiro Marcelo Chieriguini não conseguiu medalhar apesar de imprimir um ritmo forte. Ele terminou a prova na quinta colocação, com o tempo de 48s27. O ouro ficou com o chinês Ning Zetao, que terminou a prova em 47s84, o australiano Cameron McEvoy ficou com a prata (47s95) e a argentino Federico Grabich (48s12) fechou o pódio.

Confira os brasileiros no Mundial de Kazan:

Thiago Pereira está na final dos 200m medley do Mundial de Kazan. Foto: APFelipe França é finalista nos 50 m peito. Foto: Satiro Sodre/SSPressLeonardo de Deus ficou fora da final do Mundial. Foto: Satiro Sodre/SSPressManuella Lyrio parou nas semifinais dos 200 m livre. Foto: Satiro Sodre/SSPressJoão de Lucca fez o 13º tempo nas eliminatórias dos 200m livre pelo Mundial de Kazan. . Foto: Satiro Sodré/Divulgação CBDANicholas Santos mergulha para competir pelos 50m borboleta em Kazan. . Foto: Satiro Sodré/Divulgação CBDAEtiene Medeiros avança às semifinais dos 100m costas em Kazan. Foto: Satiro Sodré/Divulgação CBDACielo cai na piscina para nadar os 50m borboleta. . Foto: Satiro Sodré/Divulgação CBDAJoanna Maranhão ficou com o 13º melhor tempo das semifinais dos 200m medley, fora da decisão.. Foto: Satiro Sodré/Divulgação CBDACesar Cielo deixa a água desanimado após eliminatórias dos 50m borboleta em Kazan. Foto: Satiro Sodré/Divulgação CBDACesar Cielo se prepara para competir pelos 50m borboleta em Kazan. Foto: Satiro Sodré/Divulgação CBDALuana Lira, na disputa do trampolim de 3m dos saltos ornamentais em Kazan. Foto: Satiro Sodré/Divulgação CBDAJuliana Veloso salta do trampolim de 3m no Mundial de Kazan.. Foto: Satiro Sodré/Divulgação CBDAGiovanna Pedroso finaliza um de seus saltos em Kazan. Ficou em 22º. Foto: Satiro Sodré/Divulgação CBDAGiovanna, 16, faz sua estreia num Mundial, querendo mais. Foto: Satiro Sodré/Divulgação CBDAIngrid compete em seu primeiro Mundial de Desportos Aquáticos. Foto: Satiro Sodré/Divulgação CBDAEquipe Técnica do Brasil também avançou para a decisão. Foto: Satiro Sodre/SSPressCombo de nado sincronizado garantiu lugar na final. Foto: Satiro Sodre/SSPressIngrid de Oliveira e Giovana Pedroso caíram na eliminatória da plataforma de 10,. Foto: Satiro Sodre/SSPressPrata no Pan, a dupla brasileira ficou em penúltimo nas eliminatórias do Mundial. Foto: Satiro Sodre/SSPressO brasileiro Allan do Carmo foi o nono na maratona aquática do Mundial de Kazan. Foto: Satiro Sodré/SSpress/CBDAAllan do Carmos comemora classificação para as Olimpíadas na maratona aquática. Foto: Satiro Sodre/SSPressBrasil estreou com empate no polo aquático contra a China no Mundial de Kazan. Foto: Satiro Sodre/SSPressO técnico croata Ratko Rudic orienta sua equipe brasileira na estreia, notando nervosismo. Foto: Satiro Sodré/Divulgação CBDA


compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas