Danielle Rauen leva a melhor em duelo contra sua melhor amiga no tênis de mesa

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Por serem as duas melhores jogadores segundo o ranking, brasileiras tiveram que se enfrentar logo na estreia


Danielle Rauen festeja ponto marcado sobre a amiga Jennyfer Parinos
Divulgação/CBTM
Danielle Rauen festeja ponto marcado sobre a amiga Jennyfer Parinos

As amigas Danielle Rauen e Jennyfer Parinos são, respectivamente, a cabeça de chave número 1 e 2 da chave do torneio de tênis de mesa da Classe 9-10 do Parapan. Em condições normais, elas só se enfrentariam na última rodada do grupo único. No entanto, por serem do mesmo país, o Brasil, tiveram que se enfrentar logo na estreia. Dani levou a melhor por 3 a 0 (11/6, 12/10 e 11/8), mas as duas jogadoras se afastaram da mesa com lágrimas nos olhos. 

"Somos muito amigas, melhores amigas. Ela me ajuda muito no dia a dia, então foi bem difícil enfrentá-la. Mas estou muito feliz. Não vou conseguir demonstrar em palavras a felicidade que estou sentindo no meu coração", disse a vencedora.

"É muito duro começar já pelo jogo mais difícil. Estava nervosa, estou até agora. Foi difícil separar tudo isso: a estreia, nossa amizade. Ela é minha melhor amiga", afirmou Jennyfer após o jogo. "Vou agora me concentrar para os próximos jogos, que serão muito difíceis também".

Leia mais: Anã potiguar conquista ouro no halterofilismo e homenageia pai falecido

Jennyfer, 19 anos anos, já fazia parte da seleção permanente quando Dani, 17, se juntou à equipe, em Piracicaba. As duas logo criaram uma grande amizade. Morando juntas, passaram a dividir a mesma rotina perto e longe da mesa.

"Vivemos juntas. Desde que entrei na seleção, ela me apoiou muito, me deu muita força. Treinamos e moramos juntas. Estamos, literalmente, 24h por dia juntas. Foi muito difícil jogar contra ela", disse Dani.

Leia mais: Por um centésimo, Bruno Fratus sobe ao pódio do Mundial pela primeira vez

Mais experiente, Jennyfer acolheu a catarinense, ajudando-a no período de adaptação à nova realidade."Estamos sempre juntas, treinando, jogando e fora da mesa. Quando não estamos treinando, saímos, vamos ao shopping. Conversamos sobre tudo", contou Jennyfer.

As duas já haviam se enfrentado em diversas oportunidades em eventos nacionais. No entanto, pela primeira vez estariam em lados opostos da mesa em um evento tão importante.

"Tentei me concentrar o máximo possível. Como treinamos juntas, nos conhecemos muito bem. Ela sabe meus erros, eu conheço os dela. Não sabíamos o que ia acontecer. Fiquei muito focada durante esses dias aqui, preocupada ao máximo com meu jogo", concluiu Dani.

Confira as imagens do primeiro dia de competições:

Mônica Santos tenta a cesta para a seleção brasileira contra o México.. Foto:  Fernando Maia/MPIX/CPBA seleção brasileira venceu o México pela 1ª rodada do Parapan. Foto: Fernando Maia/MPIX/CPBGarotas do baquete ganham do México por 58 a 31.. Foto: Fernando Maia/MPIX/CPBNo futebol de 7, o Brasil bateu a Venezuela por 7 a 0. Foto: Fernando Maia/MPIX/CPBFutebol de 7: Jan da Costa sofre falta em vitória sobre a Venezuela. Foto: Fernando Maia/MPIX/CPBWesley de Souza disputa a bola em vitória do Brasil sobre a Venezuela pelo futebol de 7.. Foto: Fernando Maia/MPIX/CPB







compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas